USO DA CIF NO SUS: A EXPERIÊNCIA NO MUNICÍPIO DE BARUERI/SP

Eduardo Santana de Araujo

Resumo


A CIF traz um modelo sobre como se entender sobre funcionalidade e incapacidade. Uma abordagem denominada biopsicossocial é usada para se obter uma integração dessas várias dimensões da saúde, por isso, o modelo integrativo. Considerando-se a alta complexidade que envolve o uso da CIF, acredita-se que um uso resumido seja suficiente para gerar informações. Assim, o objetivo deste trabalho foi descrever o processo de uso da CIF em Barueri. Realizado um estudo de consenso com a equipe composta por fisioterapeutas, fonoaudiólogos e terapeutas ocupacionais para construção de uma lista de categorias da CIF, consideradas as mais relevantes para esclarecimento das condições de funcionalidade dos pacientes atendidos. A construção da lista foi precedida de um treinamento sobre a CIF. A planilha é de fácil uso e é capaz de captar os dados para transformá-los em indicadores sobre funcionalidade humana. Com dados gerados pelo uso da classificação, estudos sobre prevalência, coeficientes de incidência, comparação de coeficientes, estudos de riscos ambientais, entre outros, já ser desenvolvidos para conhecimento do estado de funcionalidade, assim como já se faz em relação aos dados de morbidade e mortalidade.

 

Descritores: funcionalidade, incapacidade, dados.

 

Abstract

The ICF provides a model to understand the functioning and disability meaning. A biopsychosocial approach is used to obtain an integration of these various dimensions of health, so it can be seen as an integrative model. Considering the high complexity involved the use of ICF, we believe that a concise form is enough to generate information. The objective of this paper is to describe the process of using the ICF in Barueri City. A consensus with the team consisting of physiotherapists, speech therapists and occupational therapists was developed to build a list of ICF categories that they considered the most relevant to clarify the conditions of functioning of patients. The construction of the list was preceded by an ICF training. The spreadsheet is easy to use and it is able to capture the data to transform them into indicators on human functioning. With data generated by the use of the classification, prevalence studies, incidence rates, comparing coefficients, studies of environmental risks, among others, are already in development for knowledge of the state of functionality, as has been done in relation to morbidity and mortality data.

 

Descriptors: functioning, disability, data.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 2359-0327

Base Indexadora